Declaração de jazigo no imposto de renda

Jazigo é um espaço construído em cemitérios para receber os corpos, guardados em caixões, após o falecimento de uma pessoa. Neste artigo, você saberá como funciona a declaração de jazigo no imposto de renda.

A pessoa física deve informar o jazigo no imposto de renda?

Sim, desde que tenha o direito de propriedade, indicando o custo de aquisição (o valor de aquisição expresso em reais).

Veja também: Obrigatoriedade do Imposto de Renda em 2023

Como preencher a ficha “Bens e Direitos”?

Se tiver a matrícula do jazigo, na ficha “Bens e Direitos”, Grupo “01 – Bens Imóveis”, Código “99 – Outros bens imóveis”, informe nos campos específicos:

  • localização (país);
  • Inscrição Municipal (IPTU), se houver;
  • data de aquisição;
  • endereço;
  • área total do imóvel/unidade;
  • indicação de registro em Cartório de Registro de Imóveis/ matrícula e nome do Cartório, em caso positivo;
  • Situação em 31/12/2021 (R$) e Situação em 31/12/2022 (R$);

No campo “Discriminação” detalhe:

  • forma de aquisição;
  • informações sobre condôminos e usufruto, se for o caso;

Como preencher a ficha “Bens e Direitos” sem a matrícula do jazigo no imposto de renda?

Não possuindo a matrícula do jazigo, na ficha “Bens e Direitos”, Grupo “99 – Outros Bens e Direitos”, Código “99 – Outros bens e direitos”, informe nos campos específicos:

  • a quem pertence o bem ou direito (titular ou dependente);
  • localização (país);
  • Situação em 31/12/2021 (R$) e Situação em 31/12/2022 (R$).

No campo “Discriminação” detalhe:

  • forma de aquisição;
  • informações sobre condôminos e usufruto, se for o caso;
  • qualquer detalhe que não possua campo próprio;
  • se os bens e direitos comuns estão relacionados na declaração do outro cônjuge, se for o caso.

Fontes de pesquisa:

  • Ajuda do Programa IRPF 2023

Gostou?
Compartilhe:

Fique por dentro!

Assine nossa news e receba conteúdos personalizados

Traga para o seu escritório as automações que só a Jettax te oferece

×